4/7/2013

Tecnologia de ônibus híbrido da Volvo é revolucionária e a mais avançada do mercado



by Comunicação Corporativa

O ônibus híbrido que a Volvo está produzindo no Brasil tem uma tecnologia revolucionária e é a solução híbrida mais avançada já desenvolvida. Movido à eletricidade e a diesel, o veículo reduz em 90% a emissão de gases poluentes em relação aos ônibus com tecnologia Euro 3.

A produção dos primeiros veículos híbridos na planta brasileira, localizada em Curitiba, iniciou em junho de 2012. Os primeiros 30 veículos já estão em circulação em Curitiba. A fábrica brasileira é a primeira a produzir o veículo fora da Suécia, sede mundial do Grupo Volvo.
 
“Somos os primeiros a trazer para o Brasil a melhor solução híbrida em transporte urbano de passageiros já desenvolvida pela indústria automotiva no mundo, o que reforça nossa posição de vanguarda em oferecer soluções de transporte menos poluentes, mais econômicos e que contribuam com a qualidade de vida da população”, destaca Luis Carlos Pimenta, presidente da Volvo Bus Latin America.
 
A tecnologia usada pela Volvo permite uma economia de combustível de até 35% e reduz em 90% as emissões de gases poluentes, em relação aos ônibus com tecnologia Euro 3, e em 50% comparados aos veículos Euro 5. Outra vantagem do veículo é não emitir ruído em cerca de 30% a 40% do tempo de operação.
 
“A América Latina tem um excelente potencial de mercado há um grande interesse pelo híbrido. O caminho para a eletromobilidade é irreversível”, argumenta Euclides Castro, gerente de ônibus urbanos da Volvo Bus Latin America.
 
Tecnologia
 
O ônibus híbrido tem uma tecnologia revolucionária e é a solução híbrida mais avançada já desenvolvida. Chamada de “Híbrida em Paralelo”, foi projetada para um ônibus com dois motores, um a diesel e outro elétrico, que funcionam em paralelo ou de forma independente.  O motor elétrico é utilizado para arrancar o ônibus e acelerá-lo até uma velocidade de aproximadamente 20 quilômetros por hora, e também é usado como gerador de energia durante as frenagens.
 
O motor diesel entra em funcionamento em velocidades mais altas. A cada vez que se acionam os freios, a energia de desaceleração é utilizada para carregar as baterias. Quando o veículo está parado, seja no trânsito, em pontos de ônibus ou em semáforos, o motor diesel fica desligado.

Mais informações,
 
Milena Miziara – Grupo Volvo América Latina
Assessoria de Imprensa – Comunicação Corporativa
Tel.: +55 41 3317- 4255 - E-mail:
milena.miziara@volvo.com

Printer friendly version